(54) 3342-9500

Últimas notícias


Notícias

12/04/2017 - Campanha de vacinação contra a gripe vai até o dia 26 maio


Todos os usuários que se enquadram nas categorias para receber a vacinação devem comparecer na sua unidade de ESF de referência, munidos de cartão de vacinas.

A Influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, de interesse da saúde pública no Brasil. Apresenta potencial para levar a complicações graves e ao óbito, especialmente nos grupos de alto risco para as complicações da infecção viral (crianças menores de dois anos de idade, gestantes, puérperas, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas).

A influenza é de elevada transmissibilidade e distribuição global, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém contaminadas por secreções respiratórias podem levar o agente infeccioso direto à boca, aos olhos e ao nariz.

Os sintomas, muitas vezes, são semelhantes aos do resfriado, que se caracterizam pelo comprometimento das vias aéreas superiores, com congestão nasal, rinorréia, tosse, rouquidão, febre variável, mal-estar, mialgia e cefaléia.

A maioria das pessoas infectadas se recupera dentro de uma a duas semanas sem a necessidade de tratamento médico. No entanto, nas crianças muito pequenas, idosos e portadores de quadros clínicos especiais, a infecção pode levar a formas clinicamente graves, pneumonia e morte. A principal intervenção preventiva em saúde pública para este agravo é a vacinação.

A campanha anual, realizada entre os meses de abril e maio, contribuiu ao longo dos anos para a prevenção da gripe nos grupos vacinados, além de apresentar impacto de redução das internações hospitalares, gastos com medicamentos para tratamento de infecções secundárias e mortes evitáveis.

Para 2017, o Ministério da Saúde, por meio da Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunizações (PNI), lança a 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, no período de 17 de abril a 26 de Maio de 2017, sendo 13 de maio, o Dia de Mobilização Nacional.

No Estado do Rio Grande do Sul a campanha terá inicio no dia 10 de Abril, próxima segunda-feira. Na região da 6ª Coordenadoria Regional de Saúde, foi decidido que na primeira semana da campanha, serão vacinados exclusivamente os grupos que precisam atingir meta (todos os citados abaixo, com exceção dos portadores de doença crônica e professores), pelo fato de que estarão sendo enviadas aos municípios, estoque de vacinas de forma parcelada, totalizando 7 remessas ao todo durante a campanha.

Nesta campanha, alem de indivíduos com 60 anos ou mais de idade, serão vacinados os trabalhadores de saúde, povos indígenas, crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos, as gestantes, as puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), portadores de doenças crônicas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional e professores da rede pública e privada.

A meta é de vacinar 90% da população estimada para cada grupo prioritário.

Para o grupo de portadores de doenças crônicas ou comorbidades, há a necessidade de apresentação de prescrição médica, com a indicação e CID da doença, no ato da vacinação.

Pacientes já cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS), devem se dirigir aos postos que estão cadastrados para receberem a vacina.

Pacientes que são atendidos na rede privada ou conveniada, também devem buscar a prescrição médica com antecedência, junto ao seu médico assistente, devendo apresentá-la nos postos de vacinação durante a realização da campanha.

A Coordenação Estadual de Imunizações do Estado do Rio Grande do Sul esclarece que serão considerados PROFESSORES para Campanha contra Influenza - 2017 os profissionais que atuam em escolas públicas e privadas e que apresentarem comprovante (contra-cheque, carteira profissional, carteira do sindicato SINPRO/CPERS).

A vacina influenza sazonal não deve ser administrada nas pessoas com história de reação anafilática prévia ou alergia severa relacionada ao ovo de galinha e seus derivados, assim como a qualquer componente da vacina e nas pessoas que apresentaram reações anafiláticas graves em doses anteriores.

Em Marau, deverão receber a vacina 4.123 idosos acima de 60 anos, 395 gestantes, 65 puérperas, 754 profissionais de saúde, 2.150 crianças de 6 meses a menores de 5 anos e 3.344 portadores de doenças crônicas. A vacina estará disponível em todas as unidades de ESFs.

No dia 13 de maio, sábado, Dia de Mobilização Nacional, todas as unidades estarão abertas, sem fechar ao meio dia.

A Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância em Saúde, solicita para que todos os usuários compareçam na sua unidade de ESF de referência, munidos de cartão de vacinas.


18/10 34° 19° Sol com aumento de nuvens ao longo do dia. À noite ocorrem pancadas de chuva.
19/10 26° 20° Chuvoso durante o dia e a noite
20/10 29° 17° Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite.
21/10 25° 19° Chuvoso durante o dia e a noite