Prefeitura de Marau (RS)

Notícias

Reabertura da Júlio Borella será neste domingo

A partir das 15h haverá peça teatral no local.

Para marcar a inauguração do novo trecho revitalizado da avenida Júlio Borella, a Prefeitura promoverá uma tarde de diversão aos marauenses. A peça teatral “As aventuras do fusca velho” se apresentará, a partir das 15 horas, ao ar livre.

O evento será realizado no trecho da nova quadra revitalizada. “Estamos entregando mais uma obra para a comunidade. Nossa avenida é modelo para todo o Estado e esse novo trecho remodelado vem acrescentar mais modernidade, acessibilidade e beleza para nossa cidade”, frisa o Prefeito Iura Kurtz.

As empresas que venceram a licitação para a execução da obra tinham contratualmente até seis meses para entregar os serviços prontos. “Foram um pouco mais de cinco meses de trabalhos, portando antes do prazo que estava no contrato. A revitalização da nossa avenida, que é utilizada por todos os moradores de Marau, é mais uma conquista para os marauenses”, comemora o Secretário Nego Vedana.

O trânsito na avenida Júlio Borella estará 100% liberado a partir da noite deste domingo. Em caso de chuva, o teatro será cancelado.

*O teatro*

“As Aventuras do Fusca a Vela” é um espetáculo divertido e sensível apresentado em praças, parques, ruas ou espaços alternativos. Trata-se de uma obra com forte inspiração nas aventuras de Moby Dick, do norte-americano Herman Melville. A peça já participou de importantes eventos e encontros (nacional e internacional).

A inusitada montagem do Grupo Ueba se passa em torno de um ferro velho, onde dois personagens vivenciam em uma situação singular, confundindo realidade com fantasia. O velho Ismael conta e experimenta sua história através do seu fusca, transformando o carro em uma embarcação, conduzindo o espectador a viajar com seus devaneios. Delírios de um homem experiente que viu de perto a fúria de uma vingança. O jovem Jonas, nome inspirado no profeta Jonas que foi engolido pela baleia, entra na história ao jogar uma bola contra o fusca e assim chamar a atenção do velho Ismael.

O espetáculo, assim como o livro, pode ser definido como “uma extraordinária metáfora da condição humana”, pois aborda as obsessões de cada um, o quanto comportamentos extremistas interferem na vida das pessoas. A peça é leve, divertida e ao mesmo tempo com forte carga dramática, explorando as nuances destes sentimentos.

fusca

0
0
0
s2sdefault
Categoria: